onde nos leva a arte

sábado, 29 de agosto de 2009

Gugu-san - três anos

És tão jovem
E já operas milagres,

Como ver o duro chão negro
E citadino coberto de flores.

Uma para a mãe,
Uma para o pai,
Para o mano e para a mana,
Para a avó e o avô.

Ninguém é esquecido na ânsia infantil
De partilhar a beleza do mundo habitado.

(depois de um passeio com o sobrinho mais novo)

2 comentários:

debbie harry disse...

Que privilégio, o de ver alguém crescer e ainda por cima feliz.

vague disse...

eu tenho uma de 3, sobrinha, q me enche a vida de luz com o seu sorriso e um de 1 ano q faz o mesmo.
mesmo q não esteja sp com eles, a simples noção da sua existência, feliz e saudável, é motivo para me sentir abençoada diariamente.

não estou a falar bem Joaninha? :)